sexta-feira, 13 de novembro de 2009

O grafite leva vida às ruas, diz grafiteiro Rivas

Há 20 anos, Rivas faz grafite e reconhece importância do Projeto de Lei 138/2008

A explosão de cores do grafite vai dar vida às ruas de Ceilândia onde acontecerá o “100 Muros. Mil Cores”, avalia o grafiteiro Rivas da Silva Alves, 40 anos. Ele marcará presença para enfrentar o desafio de fazer grafite em homenagem ao Dia Nacional da Consciência Negra. “Querendo ou não, é um desafio, porque tem camarada que possui o próprio estilo e outros que desenham de tudo”, explica. Rivas, contudo, reconhece que o tema vai valorizar o negro.

Rivas avalia ainda que, hoje, a sociedade valoriza mais o grafite. Grafiteiro há 20 anos, ele reconhece a importância do projeto de lei 138/2008, de autoria do deputado federal Geraldo Magela (PT-DF). Para Silva, o projeto é “só o ouro, porque tem normas que, com certeza, vão melhorar a vida do cara que trabalha só com grafite”, afirma.

Um comentário:

roberto disse...

Rivas parebéns com seu trabalho que o força tarefa nunca acabe. Parabéns